JOGOS TEXTUAIS – Luminus Obscuri – Parte I…

Publicado: 30 março 2009 em Contos, Jogos Textuais
Tags:,

luminus-obscuri

Finalmente os Jogos Textuais começam! Uma dinâmica entre blogs onde você inicia a leitura aqui no Expressionando e continua lendo no Blackbird, e assim sucessivamente até o conto terminar. 

Começamos hoje, com o conto Luminus Obscuri!

Boa leitura!

Estamos num planeta diferente. Não tão diferente da Terra, mas ainda assim, diferente. Aqui o dia dura apenas 1 hora. E a noite dura 29. Não, eu não fiz as contas erradas, aqui um ciclo diário é de 30 horas.

Para que pudéssemos viver nessa escuridão praticamente “full time” a evolução nos presenteou com uma habilidade bastante, digamos, “incomum” em seres humanos: a LUMINESCÊNCIA.

Somos como vaga-lumes, mas sem ficar oscilando (ficou imaginando a nossa bunda piscando, né?!).

Essa luminosidade natural, adquirida através da necessidade de sobrevivência nesse escuro planeta, alcança um raio de 5 metros. Não importa a que horas acordamos, sempre estamos num ambiente iluminado pelo nosso próprio corpo. Por esse motivo, não inventamos o que na Terra vocês chamam de “lâmpada”. Temos energia elétrica, claro, mas ela serve para funcionar nossos aparelhos eletrônicos.

Medo do escuro? Bem, isso só existe em lendas bem antigas. Estamos sempre iluminados, então não nos sentimos ameaçados pelo breu.

Todos aqui andam nus para usufruir de cem por cento de sua capacidade luminescente, pois se usássemos roupas a luminosidade seria pequena, sem falar que o calor emanado de nosso corpo, devido à luminosidade, aqueceria as vestimentas até que elas ficassem insuportáveis e tivéssemos que retirá-las rapidamente.

Somente bandidos arriscam-se a usar roupas, para praticar seus atos espúrios, que devem ser rápidos pois senão eles podem cozinhar a si mesmos dentro das roupas.

É assim este planeta onde nasci, cresci e vivo.

Meu nome é Ygor Slatvorg, sou um Luminus, do planeta Obscuri e esta é a história de como, de uma hora para outra e sem qualquer explicação aparente, perdi completamente minha luminescência.

 

Continua no Blackbird – Luminus Obscuri – Parte II…

Anúncios
comentários
  1. Marcell disse:

    Show de bola! O texto ficou bem diferente do seu estilo “tradicional” de escrita (tirando a parte da bunda….).
    Ficou muito boa a introdução em primeira pessoa, apesar de não ser novo, é um recurso que eu nunca usei (sempre preso a um narrado oniciente…. tsc tsc)
    Esperando ansiosamente pra ver o que é que vai virar dessa história. o/

  2. ferdi disse:

    então…qto maior a pessoa..mais luz ela tem??
    Os gordos são mais iluminados!!!
    bjo..te amooooooooooooo

  3. Beta disse:

    Estarei acompanhando!
    E achei a idéia maravilhosa =)
    Vou esperar o desenrolar da coisa!

  4. Edu disse:

    A próxima parte de Luminus Obscuri já está no Blackbird =)

  5. Lilian disse:

    Pra começar parabéns… fui “trazida” até aqui pelo Edu… acompanharei mais. ótima introdução.. e sim, imaginei piscando! XD

  6. Smaily Prado disse:

    Obrigado Marcell, Ferdi, Berta e Lilian!

    Parece que começamos com o pé direito!

    PS.: Já atualizei o link para a Parte II no Blackbird!

    Abração a todos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s